Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2008 08 MPF repudia nota publicada no site de Cláudio Humberto

MPF repudia nota publicada no site de Cláudio Humberto

última modificação 06/08/2008 17:40

O Ministério Público Federal no Estado de Mato Grosso do Sul vem a público repudiar nota publicada no site www.claudiohumberto.com.br, segundo a qual fonte do Ministério Público Federal teria repassado à coluna informação sobre a intitulada Operação X, mais exatamente a de que Ministra do Supremo Tribunal Federal seria vítima de ação criminosa dos presos na referida operação.

Diante desse fato, vem o Ministério Público Federal, em apego à verdade, esclarecer que os autos que tratavam e que ainda tratam das investigações da Operação X, desenvolvidas pela Direção de Inteligência da Polícia Federal, são rigorosamente acompanhados pelos procuradores da República responsáveis pelo caso, que sempre os receberam de forma lacrada em seus gabinetes, restituindo-os de igual forma às Autoridades Judiciais ou Policiais competentes.

Nenhum dos membros conhecedores do caso e de suas informações sigilosas transmitiu a setores da imprensa notícia sobre qualquer detalhe das investigações, sendo que, com relação ao jornalista Cláudio Humberto, absolutamente nenhum contato sequer foi tentado, quanto mais feito.

Cabe ainda assegurar que todas as precauções foram adotadas no sentido de que as informações relativas ao caso ficassem, como ficaram, limitadas ao conhecimento dos membros responsáveis pelo seu acompanhamento, zelando o MPF pelo sigilo das investigações também no seu âmbito administrativo de trabalho.

O Ministério Público Federal, portanto, desmente e repudia veementemente, com a convicção dos conhecedores da causa, a nota publicada pelo jornalista Cláudio Humberto, que, de forma genérica e sutil, atribui a pessoa da Instituição, intitulada fonte sua, quebra de sigilo de dados, justa e coincidentemente no momento em que é instaurado procedimento para apurar possível ocorrência ilícita dessa natureza no mesmo processo, conforme nota publicada ontem no site www.prms.mpf.gov.br.

Por fim, os subscritores desta nota, procuradores da República atuantes no caso em tela e conhecedores das informações nele constantes, renunciam expressamente ao sigilo da fonte em relação a qualquer informação veiculada sobre a matéria.

Antonio Morimoto Júnior

Blal Yassine Dalloul

Felipe Fritz Braga

Jerusa Burmann Viecili

Marcelo Ribeiro de Oliveira

Pedro Paulo Grubits Gonçalves de Oliveira

Silvio Pereira Amorim

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.gov.br
ascom@prms.mpf.gov.br
www.twitter.com/mpf_ms

Ações do documento