Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2008 11 MPF denuncia e Justiça Federal condena quadrilha por tráfico internacional de drogas

MPF denuncia e Justiça Federal condena quadrilha por tráfico internacional de drogas

última modificação 07/11/2008 16:01

A Justiça Federal de Mato Grosso do Sul condenou Vitor Juarez Franco Dauzacher - também conhecido como José Osmar Franco Dauzacher-, Fabiano Silva dos Santos, Djacir Clarindo da Silva, Johan Fabiano Rodrigues Lescano e Gelson de Castro Rodrigues. Denunciada pelo Ministério Público Federal (MPF), a quadrilha foi condenada por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico. Eles foram presos em flagrante com mais de 3,5 toneladas de maconha, proveniente do Paraguai para venda em São Paulo.

Vitor Juarez Franco Dauzacher - também conhecido como José Osmar Franco Dauzacher - foi condenado a 23 anos e quatro meses de prisão em regime fechado, pela prática de crime previsto na lei nº 11.343, que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas.

Para Fabiano Silva dos Santos, a pena é de17 anos, um mês e 10 dias de prisão em regime fechado. O réu Johan Fabiano Rodrigues Lescano foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão. Gelson de Castro Rodrigues e Djacir Clarindo da Silva foram condenados a 15 anos e dois dias de prisão em regime inicial fechado, ambos também por tráfico internacional de drogas.

O juiz também determinou o confisco do dinheiro apreendido na posse dos réus Fabiano e Djacir (R$ 1.500,00 e R$ 60,00), do caminhão onde foram encontrados 1.352,90 kg de maconha e 0,54 kg de haxixe, de um veículo GOLF e a Fazenda Santa Branca, onde foram encontrados 2.180,4 kg de maconha. As drogas foram encontradas no dia em que foram presos em flagrante.

Entenda o caso

No dia 28 de maio de 2008, após as 4h30 da manhã, policiais federais abordaram os condutores do caminhão, placas HRO 4304, atrelado à carreta placas AAS 4443, e do veículo Golf, placas CXJ 9123, na BR 267, na entrada de Campo Grande (MS). Os policiais encontraram 1.352,90 kg de maconha e 0,54 kg de haxixe, escondidos em um compartimento falso no teto da carreta, que estava sendo conduzida por Fabiano Silva dos Santos, acompanhado por Djacir Clarindo da Silva.

Por volta das 9h30, uma equipe de policiais federais, que permanecia em Jardim (MS), foi contactada e passou a realizar vigilância em frente a casa de Vitor. Quando ele saía de sua residência, em uma caminhonete Toyota Hilux, os policiais tentaram abordá-lo mas Vitor Juarez fugiu, só parando após ter os pneus da caminhonete acertados por disparos dos policiais. Mesmo assim, Vitor invadiu uma casa, local onde, finalmente, foi alcançado e recebeu voz de prisão. Vitor confessou sua participação no primeiro fato e informou haver mais duas toneladas de maconha em sua fazenda, guardadas por Gelson de Castro Rodrigues.

Na fazenda Santa Branca, Gelson confessou que havia ajudado a guardar a maconha e indicou um buraco acimentado, de três metros de largura e comprimento, por dois metros de profundidade, onde foram encontrados 2.180,4 kg de maconha.

O MPF denunciou Vitor Juarez Franco Dauzacher como o líder da quadrilha, responsável por empregar os demais e financiar as atividades criminosas. O relatório da Polícia Federal cita que, com o uso do nome falso de José Osmar Franco Dauzacher, Vitor estaria acumulando patrimônio em nome de laranjas e pretenderia candidatar-se a vereador no município de Jardim (MS).

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.gov.br
ascom@prms.mpf.gov.br
www.twitter.com/mpf_ms

Ações do documento