Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2010 06 ANPR apoia atuação dos procuradores da República no caso das escutas no presídio federal

ANPR apoia atuação dos procuradores da República no caso das escutas no presídio federal

última modificação 29/06/2010 17:45

A Associação Nacional dos Procuradores da República defende que o sigilo entre advogado e cliente não pode ser usado para a prática de crimes

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) esclarece, em nota, seu posicionamento acerca das escutas em presídios. A ANPR entende que a inviolabilidade da relação entre advogado e cliente não pode ser usada para a prática de crimes.

Ainda, a associação afirma que a atuação dos procuradores da República no combate ao crime organizado é reconhecida por seu compromisso com o interesse público, respeito à Constituição e aos direitos humanos.

Leia a nota na íntegra aqui.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.gov.br
ascom@prms.mpf.gov.br
www.twitter.com/mpf_ms

Ações do documento