Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2010 09 MPF recebe requerimento de manifestantes contra o caso Ary Rigo

MPF recebe requerimento de manifestantes contra o caso Ary Rigo

última modificação 24/09/2010 14:45

Entidades pedem apuração de denúncias de corrupção em MS

O procurador-chefe da Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul (PR/MS), Blal Yassine Dalloul, recebeu na manhã de hoje comissão de manifestantes representando mais de cem entidades da sociedade civil. Eles vieram entregar requerimento solicitando que o Ministério Público Federal tome as providências cabíveis para apuração dos fatos revelados pelo deputado estadual Ary Rigo, em vídeo veiculado na internet, em que detalha suposta partilha de dinheiro público entre autoridades do estado.

O fato causou indignação da população, que veio ao MPF por acreditar na seriedade da instituição. "Temos grande apreço pelo Ministério Público Federal. Fizemos questão de vir até aqui porque acreditamos na contribuição dessa instituição para a sociedade", declarou, em nome das estidades representadas, o presidente do Centro de Defesa dos Direitos Humanos Marçal de Souza, Paulo Ângelo.

Blal Yassine Dalloul informou à comissão que ainda não há elementos provando ou apontando evidências de que houve desvio de verbas federais, mas que o MPF já está acompanhando o caso, através das investigações que estão sendo desenvolvidas no âmbito do MPE e das que serão determinadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

"A PGR recém recebeu documentos, encaminhados pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela Polícia Federal, e nesta manhã, já em contato com os órgãos superiores, tivemos confirmação de que está sendo dada devida atenção ao caso, de interesse público reconhecidamente relevante", afirmou Blal Dalloul.

O procurador ressaltou, ainda, confiar nas providências já adotadas pelo chefe do Ministério Público Estadual. "A instituição (MPE), com independência e isenção, certamente conduzirá a apuração com o intuito único de alcançar a verdade irrestrita dos fatos". Segundo o procurador-chefe, "só existe um direito absoluto, que é o da verdade. Ela deve ser alcançada para que a sociedade e todos deste Estado sigam seu rumo sem questões tão graves mal resolvidas".

O Ministério Público Federal se comprometeu, havendo ou não questões federais no caso que justifiquem a instauração de procedimentos próprios, não medir esforços para que a união de forças traga céleres respostas e sentimento de segurança aos cidadãos. "O MPE pode contar com total apoio do MPF/MS e da PGR. Os sul-mato-grossenses merecem viver em um lugar em que todos poderes funcionem com obediência irrestrita aos princípios fundamentais da legalidade e da probidade".

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.gov.br
ascom@prms.mpf.gov.br
www.twitter.com/mpf_ms

Ações do documento