Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2012 03 MPF relembra 30 anos da morte do procurador da República Pedro Jorge

MPF relembra 30 anos da morte do procurador da República Pedro Jorge

— registrado em:
última modificação 30/03/2012 12:07

PR/MS fará homenagem e um minuto de silêncio em honra à memória do procurador, que foi assassinado por causa do zelo profissional

MPF relembra 30 anos da morte do procurador da República Pedro Jorge

Procurador Pedro Jorge

O dia 3 de março de 2012 marca os 30 anos da morte do procurador da República Pedro Jorge de Melo Silva, assassinado em Olinda (PE), quando apurava caso de desvio de verbas públicas, que ficou nacionalmente conhecido como o "Escândalo da Mandioca".

Diversas unidades do Ministério Público Federal em todo o país farão homenagem e um minuto de silêncio hoje (2) às 18h40 (horário de Brasília), horário exato em que ocorreu o crime.

O escândalo aconteceu entre 1979 e 1981, no município de Floresta (PE) e envolveu mais de uma centena de pessoas, como o ex-deputado Vital Novaes e o ex-major José Ferreira dos Anjos, funcionários do Banco do Brasil naquele município, funcionários de cartórios, agricultores, fazendeiros e políticos, entre outros que se beneficiaram do esquema fraudulento que desviou 1,5 bilhão de cruzeiros (cerca de 20 milhões de reais) dos cofres públicos.

O esquema funcionava por meio da realização de empréstimos para o plantio de mandioca, junto ao Banco do Brasil. Os cadastros de empréstimos para produtores agrícolas eram falsificados.

Assinados os financiamentos, eram feitos os pedidos de indenização, então cobertos pelo seguro agrícola governamental, sob a alegação de que a seca destruíra os plantios que, efetivamente, nunca haviam sido feitos.

O procurador da República Pedro Jorge de Melo e Silva formalizou as denúncias nº 44/1981 e nº 02/1982 das fraudes, passando a ser alvo de pressões e ameaças, o que culminou com o seu assassinato em 3 de março de 1982.

Fundação

Para resgatar e conservar a memória do procurador, foi instituída, em 1985, a Fundação Procurador da República Pedro Jorge de Melo e Silva.

Assista aqui ao Globo Repórter sobre a morte do procurador.

Confira aqui a biografia do procurador, no site da Fundação Pedro Jorge. 

Confira aqui uma homenagem poética ao procurador.

Com informações do MPF/SE e MPF/PE.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.gov.br
ascom@prms.mpf.gov.br
www.twitter.com/mpf_ms

 

 

Ações do documento