Você está aqui: Página Inicial Serviços Sala de Imprensa Notícias 2014 11 MPF/MS vai investigar violência contra indígenas em Iguatemi

MPF/MS vai investigar violência contra indígenas em Iguatemi

última modificação 12/11/2014 09:56

Um homem foi baleado na perna e crianças foram atingidas por spray de pimenta enquanto colhiam frutas

O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF/MS) requisitou à Polícia Federal de Naviraí, na noite de domingo (9), a instauração de inquérito policial para apurar denúncia de violência contra indígenas da etnia guarani-kaiowá, na fazenda Cambará, em Iguatemi/MS, cidade que fica a 360 km de Campo Grande. Segundo informações preliminares, um índio teria sido baleado na perna e crianças que o acompanhavam agredidas com spray de pimenta, enquanto colhiam frutas nativas, no domingo. Há a possibilidade de que seguranças contratados por fazendeiros da região tenham cometido as agressões.

Na segunda (10), o delegado da Polícia Federal responsável dirigiu-se até o local com uma equipe e com servidores da Funai. A área está em processo de demarcação e cerca de 230 indígenas da comunidade Pyelito Kue ocupam a fazenda. 

Suicídio coletivo


Em 2012, a comunidade Pyelito Kue ficou nacionalmente conhecida quando divulgou carta de repúdio à decisão judicial que determinou a reintegração de posse da área que ocupavam. À época, eles disseram que a determinação da Justiça levaria a um suicídio coletivo de toda a comunidade, já que a sobrevivência dos indígenas na região estaria inviabilizada.

A carta gerou comoção nacional e manifestações a favor da causa indígena em diversas capitais de todo o mundo. As redes sociais também foram utilizadas pela sociedade para manifestar apoio à comunidade.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul
(67) 3312-7265 / 9297-1903
(67) 3312-7283 / 9142-3976
www.prms.mpf.mp.br
PRMS-ascom@mpf.mp.br
www.twitter.com/mpf_ms

Ações do documento